Saiba quem tem direito ao PIS

Na sequência da observação geral não. 18 sobre o direito ao trabalho, e usando a sua experiência na análise dos relatórios dos Estados Partes, a Comissão elaborou esta observação geral, a fim de contribuir para a plena aplicação do artigo 7 do Pacto.

Toda pessoa, sem distinção alguma, tem direito a condições de trabalho justas e satisfatórias. A referência a “todas as pessoas” enfatiza que o direito se aplica a todos os trabalhadores em todos os contextos, independentemente de seu sexo, bem como a jovens trabalhadores e trabalhadores mais velhos, trabalhadores com deficiências.

trabalhadores do sector informal, trabalhadores migrantes, trabalhadores pertencentes a minorias étnicas e outras minorias, trabalhadores domésticos, trabalhadores independentes, trabalhadores agrícolas, trabalhadores refugiados e trabalhadores não remunerados.

Saiba quem tem direito ao PIS

A referência a “qualquer pessoa” reforça a proibição geral de discriminação definido no parágrafo 2 e a disposição igualdade contido no artigo 3 de Pacto artigo 2, e é completado por diversas referências à igualdade e proteção contra distinções de qualquer tipo que aparecem no artigo.

O Artigo 7 inclui uma lista não exaustiva de elementos básicos para garantir condições de trabalho justas e satisfatórias. A menção do termo “em particular” indica que outros elementos também são importantes para os quais não há referência expressa quem tem direito ao PIS.

Nesse contexto, o Comitê tem sistematicamente destacado fatores como: a proibição do trabalho forçado e a exploração social e econômica de crianças e adolescentes; proteção contra violência e assédio, incluindo assédio sexual; e paga maternidade, paternidade e licença parental.

O termo “remuneração” transcende a noção mais estrita de “salário” ou “salário” e inclui benefícios suplementares diretos ou indiretos em dinheiro ou em espécie pagos pelo empregador ao empregado, que devem ser de uma quantia justa e razoável, como como bônus, contribuições para planos de saúde, subsídios de moradia e alimentação, e serviços de creches acessíveis no local de trabalho.

Como saber se eu tenho direito ao PIS?

É evidente que a expressão “no mínimo” no artigo 7 a) tem a intenção de indicar que em nenhum caso as disposições do artigo devem limitar os esforços para melhorar a remuneração acima desses níveis. Esses mínimos se aplicam a “todos os trabalhadores”, que se refere à expressão “cada pessoa” na disposição introdutória. Todos os trabalhadores têm direito a um salário justo.


Os critérios mínimos de remuneração são os seguintes: salário igual e igual para trabalho de igual valor, sem distinções de qualquer espécie, garantindo em particular às mulheres condições de trabalho não inferiores às dos homens, com remuneração igual para trabalho igual (Artigo 7 a) i)); e condições de vida decentes para os trabalhadores e suas famílias

[su_list icon=”icon: share” icon_color=”#1ab6e8″]

[/su_list]

A noção de igualdade de remuneração não é estática, ela depende de uma série de critérios objectivos não exaustivas que refletem não só o resultado do trabalho, mas também as responsabilidades do trabalho, o nível de habilidades e educação necessária para executar o trabalho, as conseqüências que o trabalho tem sobre a saúde e segurança do trabalhador, as dificuldades específicas relacionadas ao trabalho e o impacto na vida pessoal e familiar do trabalhador.

Saiba quem tem direito ao PIS
Avalie este artigo!