Por que 8 de março é o Dia Internacional da Mulher?

Essa data é o resultado de uma série de fatos, lutas e reivindicações das mulheres (principalmente nos EUA e Europa) por melhores condições de trabalho e direitos sociais e políticos, que tiveram início na segunda metade do século XIX e se estenderam até as primeiras décadas do XX.
Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar.

Na maioria dos países, quando é comemorado o dia internacional da mulher realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher.

Algumas importantes conquistas da Mulher

Dia Internacional da Mulher

– 1827: surge a primeira lei sobre educação das mulheres, permitindo que frequentassem as escolas elementares;

– 1887: Formou-se a primeira médica no Brasil: Rita Lobato Velho.

– 1927: O Governador do Rio Grande do Norte, Juvenal Lamartine, consegue uma alteração da lei eleitoral dando o direito de voto às mulheres. O primeiro voto feminino no Brasil – e na América Latina! – foi em 25 de novembro, no Rio Grande do Norte. Quinze mulheres votaram, mas seus votos foram anulados no ano seguinte. No entanto, foi eleita a primeira prefeita da História do Brasil: Alzira Soriano de Souza, no município de Lages – RN.

– 1985: Surge a primeira Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher – DEAM (SP) e muitas são implantadas em outros estados brasileiros. Ainda neste ano, com a Nova República, a Câmara dos Deputados aprova o Projeto de Lei que criou o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher.

– 1994: Roseana Sarney é a primeira mulher eleita governadora de um estado brasileiro: o Maranhão. Foi reeleita em 1998.

– 1997: As mulheres já ocupam 7% das cadeiras da Câmara dos Deputados; 7,4% do Senado Federal; 6% das prefeituras brasileiras (302). O índice de vereadoras eleitas aumentou de 5,5%, em 92, para 12%, em 96.

– 2010: Dilma Rousseff, é eleita a primeira presidente mulher do Brasil.

Faces da mulher moderna

Dia Internacional da Mulher

Antes, as mulheres tinham papéis específicos na sociedade: nasciam para serem filhas exemplares e, mais tarde, esposas, donas de casa e mães dedicadas. Passados alguns séculos a mulher passou a buscar a igualdade de gêneros e a conquistar seu espaço no mercado de trabalho. Certamente você conhece uma mulher assim: que administra a casa, busca os filhos na escola, assegura-se de que está tudo bem com a família e também acha tempo para cuidar do marido. Isso tudo sem descuidar da carreira. E ela ainda consegue encontrar uma brecha na agenda para praticar exercícios, cuidar da pele, sair com as amigas e ir ao cabeleireiro. Sem dúvida, essas são características da mulher moderna.

Ainda existe preconceito?

Confira alguns dados coletados de uma pesquisa da revista Marie Claire onde foram entrevistadas mais de 3 mil mulheres entre 18 e 55 anos.

  • 78% das entrevistadas afirmaram que ser atraente ajuda a se sair melhor no trabalho e, 60%, que as mulheres com sobrepeso são discriminadas;
  • 63% acham que a idade da mulher é mais importante do que a do homem na empresa;
  • 61% acreditam que os homens têm melhores resultados na hora de conseguir aumento de salário e, 58%, para conquistar promoções.